sábado, 5 de fevereiro de 2011

PROJETOS DE LEITURA


      
        Em um país em que a população lê em média 1,3 livro por ano (dados da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pelo Instituto Pró-livros), projetos de incentivo à leitura são mais que bem-vindos. Eles são essenciais para romper esse quadro alarmante e quebrar o paradigma que o brasileiro não gosta de lê. Imbuídos dessa premissa é que o Grupo Projetos de Leitura, de autoria do escritor Laé de Souza, surpreende pela quantidade e o sucesso das atividades realizadas ao longo de 2010.
      Criado em 1998, o trabalho, que começou “tímido”, alcançou em 2010 expressivos números, tais como: a participação de 600 escolas no projeto "Ler é Bom, Experimente!", proporcionando leitura a 65 mil alunos; participação de 65 escolas no projeto "Lendo na Escola"; 8 hospitais no projeto "Dose de Leitura"; 50 cidades no projeto "Caravana da Leitura”, com forte presença nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro; participação de 10 grupos de terceira idade no projeto "Leitura não tem idade"; realização de 10 palestras ministradas pelo escritor Laé de Souza a estudantes e professores; presença na Bienal do Livro de São Paulo, Bienal do Livro de Araçoiaba da Serra, entre outros eventos literários espalhados pelo Brasil; aplicação do projeto “Leitura no Parque”, no Parque do Ibirapuera, no município de São Paulo, e ainda a publicação de dois livros , intitulado “As 50 Melhores Crônicas do Ler é Bom, Experimente – Volumes 1 e 2”, ambos desenvolvidos a partir de textos escritos por alunos da Rede Pública de Ensino.
Balanço Anual
      Pela segunda vez, O Grupo Projetos de Leitura divulga seu Balanço Anual, o qual abrange as iniciativas de responsabilidade social e cultural da organização aplicadas em todo o país. Todos esses registros de ações educacionais realizadas pelo Grupo são os resultados da relevância e consistência da operação nacional para Incentivo a Leitura no Brasil. “As ações realizadas pelo “Projetos de Leitura” consolidam a filosofia do Grupo em construir um Brasil de Leitores. “Incentivamos a leitura e estimulamos os cidadãos a passar adiante a importância dos valores literários para gerações futuras. Afinal, dentro da nossa concepção de educadores, a leitura contribui para construção da cidadania”, ressalta Laé de Souza, coordenador do Projetos de Leitura.
Expectativa
      Para 2011 as perspectivas são ainda maiores e o “Projetos de Leitura” já conta com um extenso cronograma de atividades. De acordo com Laé de Souza, o Grupo visa expandir a execução dos projetos “Ler é Bom, Experimente” e “Minha Escola Lê” para mil escolas, permitindo, também, que alunos do 2º ano do ensino fundamental participem das atividades.
      Dentre os trabalhos classificados como abrangentes, está o “Caravana da Leitura” que irá percorrer cerca de 50 cidades dos estados São Paulo, Bahia, Minas Gerais e Rio Grande do Sul; O Grupo também será presença marcante em diversos eventos literários, como: a Feira Literária de Votuporanga, e em eventos literários em Universidades, abertura de cinco pontos de vendas de livros, de Laé de Souza, ao preço de custo, no Metrô de São Paulo, nas estações Artur Alvim, Barra Funda, Santana, Ana Rosa e Santa Cruz; publicação de duas obras com coletânea dos textos dos alunos da Rede Pública de Ensino participantes dos projetos “Ler é Bom, Experimente” e ‘Minha Escola Lê” e três novas obras, sendo uma infantil, uma juvenil e uma versão do livro infantil em português/inglês.
Patrocínio e apoio
    Os trabalhos para 2011 contam com a colaboração financeira de pessoas físicas e os patrocínios da Companhia de Seguros Aliança do Brasil, pelo quarto ano consecutivo, da ZF do Brasil, com o apoio do Ministério da Cultura e da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.
Na avaliação de Laé de Souza, escritor e idealizador dos programas literários, o Grupo “Projetos de Leitura”, atingiu todos os objetivos previstos para 2010 em função da credibilidade que o trabalho conquistou ao longo dos anos, bem como o envolvimento dos educadores, alunos e patrocinadores. "Atribuo o sucesso do trabalho à fidelidade do nosso público – alunos e professores – e a um conjunto de ações elaboradas para reforçar a educação e cidadania, além do grande apoio dos nossos patrocinadores e parceria com secretarias de educação e cultura dos municípios”, argumenta.
Sobre o Grupo Projetos de Leitura
     Criado em 1998 pelo escritor Laé de Souza, o trabalho tem como objetivo vencer um dos maiores desafios encontrados pelos professores e amantes da literatura: criar o hábito da leitura. Os projetos são apoiados pelas leis de incentivo à cultura e são aplicados em escolas da rede pública, parques, praças, hospitais, transportes coletivos, hipermercados e outros.
Sobre o autor:
     Laé de Souza é cronista, dramaturgo, produtor cultural, bacharel em Direito e Administração de Empresas, autor de livros infantis, juvenis e adultos, entre eles: “Acontece”, “Acredite se Quiser!”, “Quinho e o seu Cãozinho”, “Nos Bastidores do Cotidiano” , “Espiando o Mundo pela Fechadura”, “Coisas de Homem & Coisas de Mulher” e de vários projetos de incentivo à leitura desenvolvidos em todo o Brasil, dirigidos a vários segmentos da sociedade.

Conheça outros projetos e a agenda do “Projetos de Leitura” no site http://www.projetosdeleitura.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário