quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

PALESTRA COM O PROFESSOR FARACO




Quer assistir uma palestra com o professor Faraco e ficar atualizado sobre as notícias da Olimpíada de Lingua Portuguesa? Clique aqui: http://escrevendo.cenpec.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=663%3Avideo-com-a-palestra-do-professor-carlos-faraco-ja-esta-disponivel-aqui-na-cv&catid=12%3Aolimpiada&Itemid=14

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

FOLDER, BANNER, QUAL RECURSO DEVO UTILIZAR PARA DIVULGAR UMA AÇÃO?

         



             Atualmente vivemos a época da informação relâmpago e como "A propaganda é a alma do negócio" precisamos utilizar meios eficazes de divulgação para eventos, cursos, palestras, reuniões e etc. Em minhas navegações pela net encontrei um artigo interessante em um blog. Irei disponibilizar um trecho abaixo e o link para que vocês possam adentrar neste mundo da informação.



Onde devo usar o FLYER, FOLHETO, FILIPETA OU FOLDER?    



Onde esses serão distribuídos? Esta é a primeira coisa a se pensar. A diferença da logística de distribuição interferirá no resultado exemplo: o folder, folheto ou filipeta tem muito texto e imagens variadas, a distribuição em um semáforo (sinal), numa rua de alto fluxo de pedestres ou na entrada de alunos de uma escola não alcançará uma boa divulgação pois estes não terão tempo para lê-lo, então pensaremos “lerão em casa!”, você verá que isso não acontece de fato se o folheto não prendê-lo de imediato. Para folhetos de muito texto a distribuição deve ser em residências e lugares onde as pessoas não estão com pressa, e os folhetos de impacto com imagens e pouco texto poderão ser utilizados em locais mais agitados, mas, deve-se observar o designer seu lay-out de leitura rápida e uniforme.


quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

REDES SOCIAIS





03/05 - As Redes Sociais (Parte 1): O “Conjunto Indissociável de Objetos e Ações”
Ambientação...
Ferramenta poderosíssima de conexão entre governos, empresas e pessoas, a internet foi atingindo seu atual caráter multiescalar de forma gradativa. Um marco em todo esse processo, decerto, é a tal 3ª Revolução Industrial, que o geógrafo Milton Santos chamaria de “Revolução Técnico-Científica Informacional”. O nome alternativo se deve ao que o autor (um dos principais teóricos da Globalização) chama de MTCI (Meio Técnico-Científico Informacional). Santos concebe um mundo conectado em redes, onde o espaço se configura em “um conjunto indissociável de objetos e ações”. Sendo assim, toda a tecnologia de telecomunicações que é incrementada no processo acaba influenciando de forma vigorosa os mais diferentes setores da produção econômica, social e cultural. Indústrias se desconcentraram; culturas foram padronizadas (e outras ganharam força); o marketing passou a reinar; guerras se iniciaram pela revolta e outras encontraram seu fim pela denúncia... A informação passou a ter relevância, poder e dono; pessoas se articularam politicamente, intelectualmente ou mesmo pelas meras casualidades do dia a dia, e esses fenômenos transformaram o mundo para sempre.





pH em questão
08/05 - As Redes Sociais (Parte 2): O Homem Cria a Ferramenta e a Ferramenta Recria o Homem

Para reflexão inicial
Uma mãe preocupada entra no consultório médico com a filha adolescente e um olhar atordoado. O médico lhe pergunta prontamente:
- “Mãe”, o que houve com a jovem? Por que a preocupação tão grande?
A mãe responde:
- Doutor! Eu não sei mais o que fazer! Minha filha anda sempre cabisbaixa, introspectiva, fala e ri sozinha de forma quase macabra e está com as mãos sempre trêmulas e os dedos inquietos. Eu não participo de mais nada em sua vida e, tampouco, conheço mais nenhum de seus amigos. Estou desesperada doutor, o senhor sabe o que ela tem?!
O médico responde sem hesitar:
- Claro que sei, só não sei a marca. iPhone ou Blackberry?

Para saber a análise sobre esta reflexão clique aqui: http://www.ph.g12.br/novo.php?pagina=phquestao&id=337

 

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

ACORDO ORTOGRÁFICO ADIADO PARA 2016





O Governo brasileiro prepara um decreto presidencial para adiar a vigência obrigatória do Novo Acordo Ortográfico, em três anos, para janeiro de 2016, afirma o senador Cyro Miranda, membro das comissões de Educação e de Relações Exteriores. Quer saber mais...  

Clique aqui: http://observatorio-lp.sapo.pt/pt/noticias/governo-brasileiro-vai-adiar-obrigatoriedade-do-acordo-ortografico-para-2016