terça-feira, 30 de março de 2010

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA



Iniciativa do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o
Futuro
tem o objetivo de contribuir para a formação de professores, visando à
melhoria do ensino da leitura e escrita nas escolas públicas brasileiras.
A Olimpíada foi fundamentada na metodologia, nas estratégias de atuação e na experiência das três edições do Programa Escrevendo o Futuro que, de 2002 a 2007, desenvolveu ações de formação continuada para professores do 5º e 6º anos (4ª e 5ª séries) do Ensino Fundamental da rede pública, a fim de orientar a
produção de textos dos alunos.
Em 2008, o Escrevendo o Futuro se tornou a Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro, e em 2010, poderão participar do programa professores e alunos do 5º ano (4ª série) do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio.

 

Tema: “O lugar onde vivo”


Com o tema "O lugar onde vivo", a Olimpíada valoriza a interação das crianças e jovens com o meio em que vivem. Ao desenvolver os textos, o aluno resgata histórias, aprofunda o conhecimento sobre sua realidade e estreita vínculos coma comunidade.

quarta-feira, 24 de março de 2010

3ª GERAÇÃO ROMÂNTICA - ARTIGO - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

      Objetivos: Contextualizar a terceira geração romântica. Identificar a função do artigo no texto. Interpretar o poema e a música. Reescrever o poema criando um RAP.


1) Ler o trecho do poema Navio Negreiro de Castro Alves.




IV
Era um sonho dantesco... o tombadilho
Que das luzernas avermelha o brilho.
Em sangue a se banhar.
Tinir de ferros... estalar de açoite...
Legiões de homens negros como a noite,
Horrendos a dançar...
Negras mulheres, suspendendo às tetas
Magras crianças, cujas bocas pretas
Rega o sangue das mães:
Outras moças, mas nuas e espantadas,
No turbilhão de espectros arrastadas,
Em ânsia e mágoa vãs!
E ri-se a orquestra irônica, estridente...
E da ronda fantástica a serpente
Faz doudas espirais ...
Se o velho arqueja, se no chão resvala,
Ouvem-se gritos... o chicote estala.
E voam mais e mais...
Presa nos elos de uma só cadeia,
A multidão faminta cambaleia,
E chora e dança ali!
Um de raiva delira, outro enlouquece,
Outro, que martírios embrutece,
Cantando, geme e ri!
No entanto o capitão manda a manobra,
E após fitando o céu que se desdobra,
Tão puro sobre o mar,
Diz do fumo entre os densos nevoeiros:
"Vibrai rijo o chicote, marinheiros!
Fazei-os mais dançar!..."
E ri-se a orquestra irônica, estridente. . .
E da ronda fantástica a serpente
Faz doudas espirais...
Qual um sonho dantesco as sombras voam!...
Gritos, ais, maldições, preces ressoam!
E ri-se Satanás!...



2) Fazer os exercícios das páginas 106 e 107 do livro Português: Linguagens (Cereja & Magalhães, 2009).

3) Leia trechos da música  NEGRO DRAMA (Racionais MC’s) e analise.


NEGRO DRAMA entre e o sucesso, e a lama,
dinheiro, problemas, Invejas, luxo, fama.
NEGRO DRAMA cabelo crespo, e a pele escura,
a ferida a chaga, a procura da cura
NEGRO DRAMA, tenta vê, e não vê nada,
a não ser uma estrela, longe meio ofuscada.


(...)


Você deve tá pensando,
o que você tem haver com isso [...]
Então olha o castelo e
não foi você quem fez [...]
Hey, Senhor de engenho,
eu sei,bem quem é você é [...]
Admito, seus carro é bonito é,
eu não sei fazer, internet, video-cassete [...]
Hey bacana, Quem te fez tão bom assim [...]


4) A música Negro Drama trata-se de uma narrativa acerca do cotidiano do negro no Brasil, que vive na grande “floresta de concreto e aço” que é a cidade de São Paulo. Baseando-se no trecho poema de Castro Alves (Navio Negreiro) descreva a condição do negro hoje.

5) O SUCESSO, A LAMA – Existe uma antítese (oposição de idéias) entre esses substantivos. Qual a função dos vocábulos que acompanham os substantivos sucesso e lama.


6) Quanto o autor diz “uma estrela” refere-se a que?


7) Elabore uma releitura do trecho de Navio Negreiro baseando-se na musicalidade oferecida por Caetano Veloso em seu Rap.

ADJETIVO NO CONTEXTO

Objetivo: Identificar o adjetivo no contexto da propaganda.


Ler o anúncio:

(Atrevida, ano IV, nº 41.)

1) Responder as questões do livro Português: Linguagens (Cereja & Magalhães, 2009) página 55.

  

domingo, 21 de março de 2010

DOCUMENTÁRIO ALÉM MAR "COMUNICAÇÃO"


      Objetivo: Através de um documentário que apresenta os países que falam a Língua Portuguesa introduzir o Projeto Africanidade*. Destacar os países que pertencem ao continente africano que falam português e pesquisar sobre os mesmos. Montar uma exposição com as pesquisas feitas pelos alunos.

      SINOPSE 

Documentário da série Além Mar

       O documentário Comunicação, mostra como a dança, a música, a literatura e as várias manifestações artísticas dos paises falantes da língua portuguesa são um estímulo a comunicação e a integração dos povos.  Duração 50 minutos.
      ATIVIDADES
1) Assistir ao documentário apresentado no auditório.
2) Anotar os pontos a serem respondidos para apresentar a pesquisa.
a- Quais os países que falam a Língua Portuguesa?
b- Quais deles estão no continente africano?
c- Por que a Língua Portuguesa foi instituida como língua oficial nestes países (continente africano)?
d- Pesquise sobre poetas destes países, escolha um e fale sobre sua vida e obra relatando exemplos de seus textos.
3) A turma será dividida em grupo. Cada grupo irá confeccionar um cartaz sobre um destes países mostrando (bandeira, dados geográficos, dados históricos e curiosidades locais).
4) Utilizar a internet para acessar sites com arquivos de áudio ou vídeo onde se pode ouvir falantes lusófonos:
- http://ww1.rtp.pt/homepage/ ( “Rádio e Televisão de Portugal”)
- http://www.rm.co.mz/ (Rádio Moçambique)
- http://www.tpa.ao/ (“Televisão Pública de Angola”) e http://www.rna.ao/ (“Rádio Nacional de Angola”)
- http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADngua_portuguesa – o verbete “língua portuguesa”, da Wikipédia, além da riqueza de informações e links, traz gravações e transcrições de entrevistas com falantes de diferentes regiões de Portugal, Angola e também dos outros países lusófonos.
5) Finalizar com a exposição dos trabalhos feitos pelos alunos.
      * Projeto africanidade - É o projeto do primeiro bimestre do CIEP BRIZOLÃO 207 Gilson Amado, onde cada professor dentro de sua disciplina aborda temas relacionados ao continente africano e a troca de culturas existentes entre Brasil e África. Ressaltando que a Copa do Mundo de futebol este ano é na África.


Bibliografia: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/linksCursosMateriais.html?categoria=121 (Acervo - CONSULTOR - Professor Rogério Martins Muraro - Língua Portuguesa)


quinta-feira, 18 de março de 2010

2ª GERAÇÃO DO ROMANTISMO - SUBSTANTIVO - ADJETIVO

      Objetivos: Comparar canção X poema. Identificar substantivo e adjetivo no texto. Destacar características da 2ª geração do romantismo na poesia. Interpretar e analisar poema e canção.




ATIVIDADES

1) Ouvir a música “O último romântico”, de Lulu Santos.
2) Ler o poema “Amor”, de Álvares de Azevedo.
3) Analisar e relacionar os dois textos. Questões propostas:
a- Como o amor é tratado no primeiro texto?
b- E no segundo?
c- Nos dois textos, o uso da linguagem figurada serve como manifestação e ênfase das idéias apresentadas. Retire exemplos desse recurso.
d- O Último Romântico. Determine a relação abordada pelo texto 2 identificando características da 2ª geração romântica na poesia.
4) Substantivo é a classe gramatical que nomeia seres e coisas e adjetivo a classe gramatical que qualifica o substantivo. Sabendo desta relação identifique os pares de palavras abaixo:
a- velha/escola
b- último/romântico
c- cheirosa/trança 
d- mole/frescor


O Último Romântico (Lulu Santos)

Faltava abandonar a velha escola
Tomar o mundo feito coca-cola
Fazer da minha vida sempre
O meu passeio público
E ao mesmo tempo fazer dela
O meu caminho só
Único

Talvez eu seja
O último romântico
Dos litorais
Desse Oceano Atlântico...

Só falta reunir
A zona norte à zona sul
Iluminar a vida
Já que a morte cai do azul...

Só falta te querer
Te ganhar e te perder
Falta eu acordar
Ser gente grande
Prá poder chorar...

Me dá um beijo, então
Aperta a minha mão
Tolice é viver a vida
Assim, sem aventura...

Deixar ser
Pelo coração
Loucura então
É melhor não ter razão...

Oh! Oh! Oh! Oh! Oh!

















Amemos! Quero de amor
Viver no teu coração!
Sofrer e amar essa dor
Que desmaia de paixão!
Na tu'alma, em teus encantos
E na tua palidez
E nos teus ardentes prantos
Suspirar de languidez!
Quero em teus lábio beber
Os teus amores do céu,
Quero em teu seio morrer
No enlevo do seio teu!
Quero viver d'esperança,
Quero tremer e sentir!
Na tua cheirosa trança
Quero sonhar e dormir!
Vem, anjo, minha donzela,
Minha'alma, meu coração!
Que noite, que noite bela!
Como é doce a viração!
E entre os suspiros do vento
Da noite ao mole frescor,
Quero viver um momento,
Morrer contigo de amor!



Acesse o link: 




e veja o clip da música feito pela turma 2003.

terça-feira, 16 de março de 2010

O SUBSTANTIVO NO CONTEXTO

      Objetivo: Identificar o substantivo na poesia estudada.

      Ler a poesia abaixo e fazer os exercícios das páginas 38 e 39 do livro Português: Linguagens (Cereja & Magalhães, 2009).

Família 

Três meninos e duas meninas,
sendo uma ainda de colo.
A cozinheira preta, a copeira mulata,
o papagaio, o gato, o cachorro,
as galinhas gordas no palmo de horta
e a mulher que trata de tudo.

A espreguiçadeira, a cama, a gangorra,
o cigarro, o trabalho, a reza,
a goiabada na sobremesa de domingo,
o palito nos dentes contentes,
o gramofone rouco toda a noite
e a mulher que trata de tudo.

O agiota, o leiteiro, o turco,
o médico uma vez por mês,
o bilhete todas as semanas
branco! mas a esperança sempre verde.
A mulher que trata de tudo
e a felicidade.

Carlos Drummond de Andrade, in 'Alguma Poesia'
 
 
http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://2.bp.blogspot.com 

terça-feira, 9 de março de 2010

1ª GERAÇÃO - ROMANTISMO - POESIA - SUBSTANTIVO -- CLASSIFICAÇÃO

      Objetivos: Levar os alunos a identificar características da primeira geração romântica na poesia de Gonçalves Dias (Exaltação a natureza); identificar os substantivos no texto e classificá-los; Interpretar a poesia.

LEITO DE FOLHAS VERDES

1 Por que tardas, Jatir, que tanto a custo
2 À voz do meu amor moves teus passos?
3 Da noite a viração, movendo as folhas,
4 Já nos cimos do bosque rumoreja.

5 Eu sob a copa da mangueira altiva
6 Nosso leito gentil cobri zelosa
7 Com mimoso tapiz de folhas brandas,
8 Onde o frouxo luar brinca entre flores.

9 Do tamarindo a flor abriu-se, há pouco,
10 Já solta o bogari mais doce aroma!
11 Como prece de amor, como estas preces,
12 No silêncio da noite o bosque exala.

13 Brilha a lua no céu, brilham estrelas,
14 Correm perfumes no correr da brisa,
15 A cujo influxo mágico respira-se
16 Um quebranto de amor, melhor que a vida!

17 A flor que desabrocha ao romper d'alva
18 Um só giro do sol, não mais, vegeta:
19 Eu sou aquela flor que espero ainda
20 Doce raio do sol que me dê vida.

21 Sejam vales ou montes, lago ou terra,
22 Onde quer que tu vás, ou dia ou noite,
23 Vai seguindo após ti meu pensamento;
24 Outro amor nunca tive: és meu, sou tua!

25 Meus olhos outros olhos nunca viram,
26 Não sentiram meus lábios outros lábios,
27 Nem outras mãos, Jatir, que não as tuas
28 A arazóia na cinta me apertaram.

29 Do tamarindo a flor jaz entreaberta,
30 Lá solta o bogari mais doce aroma
31 Também meu coração, como estas flores,
32 Melhor perfume ao pé da noite exala!

33 Não me escutas, Jatir! nem tardo acodes
34 À voz do meu amor, que em vão te chama!
35 Tupã! lá rompe o sol! do leito inútil
36 A brisa da manhã sacuda as folhas!

Gonçalves Dias

Mais informações sobre a poesia no site: http://www.mafua.ufsc.br/numero08/ensaios/valer.htm


EXERCÍCIOS

1) Comente como os elementos tempo e espaço são trabalhados no poema.



2) Situe o texto em um movimento literário. Justifique.


3) Destaque os substantivos da primeira estrofe e classifique-os.


4) Caracterize o eu-poético e seu interlocutor.


5) Identifique a principal metáfora do poema relacionando personagem e natureza.


6) Uma das marcas da poesia de Gonçalves Dias é o medievalismo temático e formal. Como se manifesta o medievalismo no poema.


7) O título possui um significado relevante e aparece mais claramente na segunda e nona estrofes. O percurso entre essas estrofes demarca uma transformação de sentido. Explique essa transformação.


8) A partir de uma leitura interpretativa desse texto, escolha a alternativa INCORRETA.


a- ( ) O poema apresenta um eu lírico feminino que prepara para o amado um leito de folhas verdes. Tal eu lírico experimenta, a princípio, como estado de alma, o amor e, ao final, a decepção e a frustração, provocadas pelo fato de Jatir não comparecer ao encontro amoroso.


b- ( ) Na estrofe 5, estabelece-se uma relação metafórica entre flor/mulher e sol/Jatir.


c- ( ) É possível perceber, ao longo do poema, que a natureza comunga com os sentimentos do eu lírico. Essa é, aliás, uma característica recorrente do estilo romântico.


d- ( ) No texto, o percurso do tempo faz-se da seguinte forma: a chegada da manhã associa-se ao desejo de realização amorosa do eu lírico, enquanto a noite coincide com o estado de frustração.


e- ( ) O poema expressa a entrega amorosa total (estrofe 5) e a fidelidade absoluta (estrofe 6 e 7). Essa concepção amorosa, inspirada nas cantigas medievais, e a temática indianista coloca o poema em sintonia com o espírito romântico da época.


9) Sobre esse poema é INCORRETO afirmar que:


a- ( ) Há no poema a presença explícita da natureza como cenário perfeito para a realização do ato amoroso, o que costuma ser uma marca da poesia romântica.


b- ( ) A emoção do sujeito lírico feminino é notória pelo tom com que a índia apela ao amado para que ele venha ao seu encontro; daí a presença dos pontos de exclamação no poema.


c- ( ) A emoção do sujeito lírico feminino deriva do amor da índia por Jatir, amor que é sentimental e erótico (amor da alma e amor do corpo).


d- ( ) O texto é uma versão romântica das cantigas de amigo medievais, nas quais o trovador reproduzia a fala feminina que manifestava o desejo de encontro com o seu “amigo”. (amado)


e- ( ) Não se trata de um poema romântico típico, pois o amor romântico é sempre pautado pelo sentimento platônico e pelo ideal do amor irrealizável no plano corpóreo.

Bibliografia do exercício.NICOLA. J. Português. Scipione: São Paulo, 2008. Questões da prova do ITA 2005/2006.

quinta-feira, 4 de março de 2010

ROMANTISMO 1ª GERAÇÃO - POESIA - SUBSTANTIVO

      Objetivo: Identificar características da primeira geração romântica e destacar da poesia "Canção do exílio - Gonçalves Dias" os substantivos existentes.

      Em um primeiro momento a professora resume o contexto histórico do Romantismo e suas características. Esclarecendo o momento histórico vivido por este grupo de poetas. (1ª geração)
      Cada dupla recebe o texto abaixo:
poesiasselecionadas.spaceblog.com.br

Canção do exílio

Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.

Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.

Em cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar –sozinho, à noite–
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

De Primeiros cantos (1847) (
http://www.horizonte.unam.mx/brasil/gdias.html)


      Após a leitura e explicação da poesia os alunos em dupla destacarão os substantivos do texto fazendo uma enumeração.
     Para fixar o conceito de nacionalismo, cada aluno receberá um hexágono. De revistas irão recortar figuras, palavras, etc. que representem o Brasil e irão colar em seu hexágono. Feito isto a professora irá colar em uma cartolina os hexágonos montando um mosáico. 
 
      Para finalizar a atividade a professora irá  terminar o cartaz dando o título "NACIONALISMO" e falar para a turma que o olhar de cada um se unirá e formará um todo plural que é a representação de nossa pátria.

 



terça-feira, 2 de março de 2010

APRESENTAÇÃO DO BLOG NO LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA

      Aula no LIED com o auxílio da OT Maria Natividade para apresentação do blog.


segunda-feira, 1 de março de 2010

CONTEXTO HISTÓRICO DO ROMANTISMO

      Objetivo: Identificar as características e o momento histórico do Romantismo.


      "O período do Romantismo é fruto de dois grandes acontecimentos na história da humanidade, ou seja, a Revolução Francesa e suas derivações, e a Revolução Industrial. As duas revoluções provocaram e geraram novos processos, desencadeando forças que resultaram na formação da sociedade moderna, moldando em grande parte os seus ideais (sociais)" Nachaman Falbel

      A atividade desta aula foi retirada do livro "Português Linguagens - Willian Cereja e Thereza Cochar (2º ano EM). 
      Explanação da professora comentando o assunto a ser estudado.
      Resumo das páginas 20, 21 e 22.
      Responder os exercícios da página 22.