quinta-feira, 6 de maio de 2010

OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA E ALMANAQUE DA REDE

      Objetivo: Trabalhar uma notíca de jornal e identificar a situação conflito e debater o assunto. Conhecer o site do almanaque na rede.

      Primeira oficina da Olimpíada de Língua Portuguesa através da notícia abaixo. Os alunos debaterão o assunto e farão a exposição de suas opiniões sobre esta situação, pois de um lado temos o agredido e sua família e do outro os agressores, suas famílias e a escola. O que pode ser feito para resolver o caso de forma pacífica?
Menino de 9 anos é internado após agressão em escola

Agência Estado

      O menino Marco Antônio, de 9 anos, foi agredido por cinco garotos da mesma faixa etária dentro da sala de aula e na saída de uma Escola Estadual, anteontem, numa cidade próxima à região de Ribeirão Preto (SP). Devido à agressão, ele foi internado e passou por exames de tomografia e ressonância magnética em Ribeirão Preto. Marco terá alta hospitalar amanhã e usará colar cervical por 15 dias.
      Segundo a mãe, de 27 anos, o filho sofre com as brincadeiras de colegas porque é gago. Após a agressão na escola, ele não mencionou nada em casa. Dentro da sala de aula (3ª série), ele foi atingido por um soco, um tapa e um golpe de mochila. Na saída da escola, a inspetora o mandou sair pelos fundos, mas os agressores perceberam e o cercaram, desferindo socos e chutes em seu corpo.
      Na manhã de ontem, Marco acordou com o pescoço imobilizado. A avó o levou à escola e os cinco agressores foram mandados para casa pela direção. Revoltada, a mãe quer processar a escola e ainda retirar os três filhos de lá - Marco é o mais velho dos irmãos. A delegada Maria José Quaresma, da DDM, disse que cinco garotos foram identificados e serão ouvidos nos próximos dias.
      O caso, registrado na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), será investigado e passado à Curadoria da Infância e da Juventude. A Secretaria Estadual da Educação informou que foi aberta uma apuração preliminar para averiguar a denúncia de agressão entre alguns alunos da escola. "Caso seja constatado que o fato aconteceu dentro da escola, o Conselho Escolar vai definir as medidas punitivas em relação aos estudantes, como, por exemplo, a transferência de unidade", disse a nota da Secretaria.

Agência Estado, 18/9/2009. (Para uso neste Caderno, os nomes, assim como outras informações que possam identificar os envolvidos, foram substituídos ou suprimidos).     

  RESULTADO DOS DEBATES REALIZADOS PELOS GRUPOS DAS TURMAS 2001, 2002 E 2003 REFERENTE A PRIMEIRA OFICINA DA OLIMPÍADA DE LÍNGUA PORTUGUESA



Os alunos que participaram da oficina chegaram à conclusão de que seria necessário um apoio psicológico para os dois lados deste conflito. Pois tanto o agredido quanto os agressores necessitam de uma atenção especial.

O debate em sala gerou algumas discussões. Uns acharam que os agressores precisariam de castigos mais severos. Outros disseram que não basta mudar de escola, pois estariam mudando o problema de lugar.

Falaram com relação à falta de respeito nas escolas. Pensaram até na possibilidade de uma campanha de conscientização.

Chegaram à conclusão de que um debate bem resolvido com uma boa argumentação gera boas propostas para solução dos problemas.

Os alunos concluíram que o motivo da agressão foi à gagueira.

Nas conversas entre os grupos ficou claro que as agressões inicialmente eram verbais e isto foi crescendo pelo fato do menino agredido não procurar ajuda para se defender das acusações e o grupo acabou partindo para a agressão física.

Citaram como outros casos de preconceito o racismo, a discriminação pela altura, pelo peso, pela classe social etc.

Entre outros conceitos falaram que o preconceito é a intolerância pelo diferente.

Levantaram questionamentos, tais como: “Vale a pena o preconceito?”, “Por que tanta violência?”, “Por que o padrasto colocou agulha no menino?”, “Por que a menina matou o pai?”, Achamos que todos estes absurdos acontecem por faltar amor no coração das pessoas, o afeto, o carinho pelos outros.

Finalizando o debate disseram que os pais deveriam fiscalizar mais o que os filhos vêem na televisão, dar mais atenção a eles para que estes sintam-se amados. O ideal é se houver bom senso dos pais e rever algumas atitudes para mostrar o respeito ao próximo.


No laboratório de informática os alunos visitaram o site do almanaque na rede e orientados a escrever no jogo dos diálogos.

2 comentários:

  1. O NECESARIO SERIA A ESCOLA TER TOMADOA TITUDES LOGO NO ÍNICIO DAS AGRESSÓES ENÃO DEIXAR SE AGRAVAR A SITUAÇAÕ !!!!

    ResponderExcluir
  2. affz to estudano essa materi po isso ta me dano dor de cabeça

    ResponderExcluir